quinta-feira, 7 de abril de 2011

Tiroteio em escola Municipal do Rio de Janeiro.





A Escola Municipal Tasso da Silveira estava comemorando 40 anos de fundação e, por isso, convidou alguns ex-alunos para fazer algumas palestras.
E foi essa a desculpa que Wellington Menezes de Oliveira, 23 anos, usou para passar pela portaria da escola.
Wellington chegou a ser reconhecido por uma professora de literatura.
Wellington disparou várias vezes contra os alunos e chegou a recarregar a arma várias vezes.
Treze alunos, a maioria do sexo feminino, foram mortos e vinte e três ficaram feridos.
Isso aconteceu às 8:30 da manhã!
O votivo de tanta violência nunca saberemos, porque após ser atingido, Wellington se suicidou. 
Agora vão aparecer zil teorias sobre o que levou essa criatura a fazer isso, mas o fato é que coisas como essa acontecem vez por outra sem explicação.
Muitos tentarão justificar o injustificável, pois nada é mais valioso do que a vida de uma pessoa e, os alunos que foram mortos não foram sequer seus companheiros de classe, nem mesmo o conheciam.
Agora parem e pensem: Você manda o seu filho para o colégio e pensa que ele está seguro e depois fica sabendo que uma tragédia dessas aconteceu.
E esse não foi o único ataque que aconteceu no dia de hoje, pois uma bomba foi jogada em um colégio em Campo Grande, mas, felizmente, não houve maiores conseqüências.
Lógico que, por algum tempo, as escolas municipais passarão a ser mais policiadas, mas quem garante que o mesmo não possa acontecer em uma escola estadual ou mesmo particular.
Será que teremos que instalar detector de metais em todas as escolas do estado?
Chegaremos ao absurdo de revistar cada pessoa que seja estranha ao colégio simplesmente porque não temos mais confiança em ninguém?
E os professores?
Como será que se sentem com o fato?
Professor ganha mal, trabalha mais do que qualquer outra categoria para tentar sobreviver, muitas vezes dá aula em área de risco e, agora, não se sente seguro nem em sala de aula.
Eu estou realmente assustada com o fato, pois nada prova que amanhã o ataque não possa ocorrer na escola do meu filho, pois fatos ruins passaram a ser imitados aos montes!
Ainda foi outro dia que um ex-marido, rejeitado, ateou fogo na casa da ex-mulher. Hoje o fato já se tornou corriqueiro e, causa muito pouco impacto, se comparado ao primeiro.
Meu medo é que surja um novo ataque a cada semana e que o fato se torne tão corriqueiro que nem assuste mais a população.
No mais, só podemos esperar que o fato não ocorra mais e que não surja nenhum imitador louco!

5 comentários:

  1. Bom dia Kátia!
    Tragédia e tristeza!
    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  2. Sabe o que é pior?
    Tenho um amigo que trabalha na escola.

    ResponderExcluir
  3. Poxa! Coitado!
    Hj estou com dor de garganta amiga. Males da profissão.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi Katita!!
    Beijos de boa semana!!
    Carla

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...